2014
-
Sul
Qualificando o trabalho em rede
Tecendo redes de cuidados em saúde do idoso: exercitando as diretrizes estaduais de saúde do idoso no município de Canoas (RS)

Canoas foi o município escolhido pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) do Rio Grande do Sul para iniciar a implantação das diretrizes de saúde da pessoa idosa. Assim, desde março de 2014 vêm sendo desenvolvidas ações articuladas para qualificar ações de atenção à saúde da pessoa idosa, com foco na funcionalidade e utilizando o protocolo de identificação do idoso vulnerável (VES-13) presente na 3a. edição da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa para identificar a porta de entrada e o fluxo que a pessoa idosa deve percorrer na rede, levando em consideração o grau de complexidade do serviço que ela necessita.

Para sensibilizar os profissionais da rede para as questões do envelhecimento, foram utilizados materiais informativos cedidos pela Prefeitura de Canoas e técnicas lúdicas, como o teatro. “Até os seguranças das unidades de saúde se envolveram nessas atividades de sensibilização”, observa a geriatra Maria Cristina Berleze, coordenadora do Programa de Saúde do Idoso na SES e uma das responsáveis pelo projeto.

Em 2015, a SES irá replicar a experiência nos demais 496 municípios gaúchos e, assim, levar as diretrizes estaduais e a Política Nacional de Atendimento ao Idoso a cerca de 1,5 milhão de pessoas idosas residentes no estado. “Já contamos com R$ 800 mil de orçamento, que fazem parte da área de atenção básica”, informa. Também há a intenção de adesão à 3ª. edição da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa com o emprego de recursos próprios, conjugado ao estímulo à capacitação dos profissionais de saúde.

“Há boas propostas nos municípios. Precisamos articulá-las”, continua. Maria Cristina deseja envolver também as áreas de Assistência Social e órgãos de fiscalização, como o Ministério Público e o Conselho do Idoso, entre outros. Entre suas propostas, estão o desenvolvimento de um curso especifico para a implantação da Caderneta e a atenção à questão sanitária das instituições de cuidado às pessoas com 60 anos ou mais.

“Já capacitamos 373 profissionais. Queremos estender a atividade a outras duas unidades de saúde em Canoas e, depois, mais 30, atingindo 80% do Sistema.”
Maria Cristina Berleze

Ficha técnica


Município: 
Canoas, RS

Instituição Responsável: 
Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul (Programa de Saúde da Pessoa do Idoso)

Parceiros: 
Secretaria Municipal de Saúde de Canoas

Coordenador da experiência: 
Maria Cristina Berleze, Priscilla Lunardelli, Rejane Silveira, Fernanda StassenvonHeimburg, Mirna Pedroso e Christiane Nunes de Freitas

Email da coordenação: 

Telefone institucional: 
(51) 3288-5895

Beneficiados: 
373 profissionais


Categoria da experiência: 
Organização da atenção à saúde da pessoa idosa na Rede de Atenção à Saúde (implementação de linha de cuidado, regulação, fluxos, etc.)

Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa/DAPES/SAS/MS
Telefone: (61) 3315-6226
idoso@saude.gov.br