Ano: 
2019
Categoria: 
Promoção da saúde da pessoa idosa (práticas corporais e atividades físicas, alimentação e nutrição, experiências inovadoras de educação em saúde etc.)
Região da Prática: 
Sul
Município: 
Santana do Livramento
Instituição Responsável: 
UNIDADE DE ATENÇÃO INTEGRAL A SAÚDE DO IDOSO
Parceiros: 
PROFISSIONAI1 REDE PÚBLICA E PRIVADA
Coordenação da experiência: 
ELAINE TEREZINHA FERNANDES LUCAS
Telefone institucional: 
(55) 3968-1098
Email da coordenação: 
elainelucass@hotmail.com
Qual a esfera da experiência?: 
Grupo B - Municípios
O que motivou a realização dessa experiência?: 
O presente projeto tem a finalidade de identificar a relação entre as queixas e as dores osteomusculares com o estado emocional dos idosos. Foi aplicada uma anamnese em todos os idosos que praticam atividade física nas ESFs de Santana do Livramento a fim de ter um diagnóstico para melhor desenvolver as aulas. Na Anamnese constaram perguntas do histórico de saúde, dados ergonômicos, antropometria, estado emocional e a figura humana do Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares – como medida de morbidade para identificar dores ou desconforto no corpo. Os resultados apresentados foi um fator determinante para uma intervenção de como melhorar o bem-estar físico e mental e manter a qualidade da saúde dos idosos investigados. Para participar do projeto foram escolhidos os idosos que responderam ter um estado emocional tenso e muito tenso e dores osteomusculares frequente ou sempre de quatro turmas no total de 101 idosos da Unidade de Atenção Especializada ao Idoso e de uma turma de 38 idosos da ESF Jovelino Santana situa-da em um bairro da cidade.
O que se esperava modificar ou realizar através da iniciativa?: 
Identificar as causas que levam o estado emocional dos idosos a desencadear desconforto e dores Osteomusculares afetando sua qualidade de vida.
Descreva as metas para o desenvolvimento da experiência (de 1 a 4, no maximo): 
Manter a oferta da atividade física para os idosos na Unidade de Atenção à Saúde do Idoso e nas ESF como mecanismo de prevenção e promoção a saúde.
Promover Ações além dos grupos permanentes de atividade física, outras práticas como palestras motivacionais, de prevenção, oficinas terapêuticas, passeios, propiciar um local de convivência, terapia co-munitária integrativa, auricoloterapia, meditação, v
Monitorar o grupo por cinco anos mantendo as atividade oferecidas com o fim de diminuir o uso de medicamentos para dor
Qual o perfil dos idosos envolvidos nessa experiência?: 
O Público alvo para participar são todos os idosos acima de 60 anos que realizaram a avaliação pela Cader-neta do Idoso e que participam dos grupos da atividade física na Unidade de Atenção Integral ao Idoso e da ESF Jovelino Santana no Município de Santa
De que forma a experiência foi divulgada ao público?: 
A experiência foi divulgada nos grupos de atividade física que após serem avaliados pela Caderneta do idoso também seriam avaliados por uma anamnese contendo Histórico da Saúde, Ergonomia, Antropometria, Questionário Nórdico de sintomas osteomusculares
Onde foi desenvolvida?: 
A Experiencia contemplou idosos acima de 60 anos participantes da Unidade de Atenção ao Idoso e um ESF de Santana do Livramento - RS
Como os idosos foram selecionados para participar?: 
A Seleção do público alvo se deu após os resultados da pesquisa com 102 idosos da Unidade de Atenção Especializada à Saúde do Idoso e 38 da ESF Jovelino Santana totalizando 140 idosos, no qual 62 idosos apresentaram tiveram um grau de estado emocional
Quantos idosos pretendiam alcançar com essa experiência?: 
200
Quantos idosos participaram da experiência, por ano de atividade?: 
Participam 62 idosos que fazem parte do grupo atividade física da Unidade de Atenção Especializada à Saúde do Idoso e da ESF Jovelino Santana de um bairro da cidade.
Ao final, ou até o momento, quantos idosos participaram da experiência?: 
60
Qual o principal motivo da saída dos idosos nas atividades da experência? Porque deixaram de participar?: 
Não houve desistência
Descreva detalhadamente como eram as atividades realizadas: 
Na Unidade de Atenção a Saúde do Idoso são oferecidas 4 turmas de atividade física classificadas pela funcionalidade de cada idoso e na Esf Jovelino Santana uma turma para atender a demanda do bairro. Nos dois locais os idosos são acolhidos pelos educadores físicos e técnico de enfermagem que faz a aferição de PA antes da atividade física e aferição de glicemia 1x ao mês. Os Idosos que apresentaram um grau de estado emocional tenso ou muito tenso e dores osteomusculares tem encontros mensais intercalando os seguintes profissionais: Nutricionista, Fisioterapeuta, Enfermeiro, Odontólogo, Psicopedagogo, Psicólogo, Educador Físico, Massoterapeuta, Biólogo, com palestras e orientações sobre as doenças crônicas como e diabetes e hipertensão, alimentação saudável, palestras sobre doenças de fundo emocional, ansiedade, depressão, cursos de culinárias, passeios, caminhada orientada, rodas de conversa, meditação, Sessões de Shiatsu, dia da beleza e oficinas terapêuticas. Em todos os encontros os idosos participam ativamente com perguntas, tiram dúvidas e questionam os profissionais tornando o local da palestra um ambiente muito agradável
Descreva quais as dificuldades encontradas para realização das atividades.: 
Não houve dificuldade até o momento.
Quais foram os resultados observados depois da implementação?: 
Os Sintomas de ansiedade e a carga emocional de alguns idosos apresentados no início do projeto, principalmente as dores musculares com a prática da atividade física e a intervenção de alguns profissionais de saúde nas palestras ofertadas foram notadas pelo próprio idoso quando comenta que a sensação de vazio e a impressão de que ninguém o ama já não existe mais. Semanalmente a equipe responsável pela organização da próxima ação prepara o material para dar apoio ao idoso e suporte ao profissional que desenvolverá a ação.
Descreva os resultados observados de acordo com as metas previstas: 
Atividade física para os idosos como mecanismo de prevenção, promoção e educação em saúde é a meta principal desse projeto.
Melhora das dores de origem muscular, estresse, ansiedade, dores osteomusculares de origem tensional tradadas com tratamentos alternativos como alongamento, massagem escuta aos seus problemas como forma de auxiliar no controle das emoções.
Descreva em forma de indicadores quantitativos (números, proporções, taxas) os resultados alcançados pela experiência.: 
Neste projeto dos 140 avaliados todos possuem mais de duas comorbidades sendo que 62 idosos apresentam um estado emocional tenso ou muito tenso, 47 idosos pertencem a Unidade Especializada de Atenção ao Idoso e 15 são do grupo da ESF Jovelino Santana. A maior incidência de dores nos dois grupos é a cervical, ombro e lombar seguido por desconforto nas pernas, sendo a insônia a ansiedade, preocupação com filhos e netos, foi um fator determinante no momento de relatar o estado emocional mais frequente.
Existe equipe responsável pelo monitoramento/avaliação da experiência?: 
Sim
Com que frequência se reúne?: 
1 x na semana
Quais os pontos positivos da experiência?: 
Os pontos positivos foi reunir profissionais da Saúde que acreditam que muitas queixas e dores osteomusculares estão ligadas ao estado emocional da vida do idoso. foi percebido entre os profissionais de saúde que a escuta auxilia no tratamento pois muitos idosos precisam falar de seus problema familiares.
Quais as limitações da experiência?: 
até o momento não houve dificuldade.
2019
-
Sul
Causas das queixas e dores osteomusculares em idosos e a relação com seu estado emocional
Introdução
O presente projeto tem a finalidade de identificar a relação entre as queixas e as dores osteomusculares com o estado emocional dos idosos. Foi aplicada uma anamnese em todos os idosos que praticam atividade física nas ESFs de Santana do Livramento a fim de ter um diagnóstico para melhor desenvolver as aulas. Na Anamnese constaram perguntas do histórico de saúde, dados ergonômicos, antropometria, estado emocional e a figura humana do Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares – como medida de morbidade para identificar dores ou desconforto no corpo. Os resultados apresentados foi um fator determinante para uma intervenção de como melhorar o bem-estar físico e mental e manter a qualidade da saúde dos idosos investigados. Para participar do projeto foram escolhidos os idosos que responderam ter um estado emocional tenso e muito tenso e dores osteomusculares frequente ou sempre de quatro turmas no total de 101 idosos da Unidade de Atenção Especializada ao Idoso e de uma turma de 38 idosos da ESF Jovelino Santana situa-da em um bairro da cidade.
Objetivos
Identificar as causas que levam o estado emocional dos idosos a desencadear desconforto e dores Osteomusculares afetando sua qualidade de vida.
Metas
  1. Manter a oferta da atividade física para os idosos na Unidade de Atenção à Saúde do Idoso e nas ESF como mecanismo de prevenção e promoção a saúde.
  2. Promover Ações além dos grupos permanentes de atividade física, outras práticas como palestras motivacionais, de prevenção, oficinas terapêuticas, passeios, propiciar um local de convivência, terapia co-munitária integrativa, auricoloterapia, meditação, v
  3. Monitorar o grupo por cinco anos mantendo as atividade oferecidas com o fim de diminuir o uso de medicamentos para dor
Público alvo
O Público alvo para participar são todos os idosos acima de 60 anos que realizaram a avaliação pela Cader-neta do Idoso e que participam dos grupos da atividade física na Unidade de Atenção Integral ao Idoso e da ESF Jovelino Santana no Município de Santa
Divulgação
A experiência foi divulgada nos grupos de atividade física que após serem avaliados pela Caderneta do idoso também seriam avaliados por uma anamnese contendo Histórico da Saúde, Ergonomia, Antropometria, Questionário Nórdico de sintomas osteomusculares
Número de participantes
60
Atividades
Na Unidade de Atenção a Saúde do Idoso são oferecidas 4 turmas de atividade física classificadas pela funcionalidade de cada idoso e na Esf Jovelino Santana uma turma para atender a demanda do bairro. Nos dois locais os idosos são acolhidos pelos educadores físicos e técnico de enfermagem que faz a aferição de PA antes da atividade física e aferição de glicemia 1x ao mês. Os Idosos que apresentaram um grau de estado emocional tenso ou muito tenso e dores osteomusculares tem encontros mensais intercalando os seguintes profissionais: Nutricionista, Fisioterapeuta, Enfermeiro, Odontólogo, Psicopedagogo, Psicólogo, Educador Físico, Massoterapeuta, Biólogo, com palestras e orientações sobre as doenças crônicas como e diabetes e hipertensão, alimentação saudável, palestras sobre doenças de fundo emocional, ansiedade, depressão, cursos de culinárias, passeios, caminhada orientada, rodas de conversa, meditação, Sessões de Shiatsu, dia da beleza e oficinas terapêuticas. Em todos os encontros os idosos participam ativamente com perguntas, tiram dúvidas e questionam os profissionais tornando o local da palestra um ambiente muito agradável
Resultados
Os Sintomas de ansiedade e a carga emocional de alguns idosos apresentados no início do projeto, principalmente as dores musculares com a prática da atividade física e a intervenção de alguns profissionais de saúde nas palestras ofertadas foram notadas pelo próprio idoso quando comenta que a sensação de vazio e a impressão de que ninguém o ama já não existe mais. Semanalmente a equipe responsável pela organização da próxima ação prepara o material para dar apoio ao idoso e suporte ao profissional que desenvolverá a ação.

Ficha técnica

Município:
Santana do Livramento
Instituição Responsável:
UNIDADE DE ATENÇÃO INTEGRAL A SAÚDE DO IDOSO
Coordenação da experiência:
ELAINE TEREZINHA FERNANDES LUCAS
Email da coordenação:
elainelucass@hotmail.com
Telefone institucional:
(55) 3968-1098
Categoria da experiência:
Promoção da saúde da pessoa idosa (práticas corporais e atividades físicas, alimentação e nutrição, experiências inovadoras de educação em saúde etc.)
Parceiros:
PROFISSIONAI1 REDE PÚBLICA E PRIVADA
Fotos:

Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa/DAPES/SAS/MS
Telefone: (61) 3315-6226
idoso@saude.gov.br