2016
-
Nordeste
Protocolo de Enfrentamento da Violência ao Idoso - PEVI
Protocolo de Enfrentamento da Violência ao Idoso - PEVI

O desafio do enfrentamento da violência contra a pessoa idosa envolve a necessidade de uma atuação conjunta e articulada de toda a rede de proteção, envolvendo instituições e políticas diversas, a exemplo da assistência social, saúde, segurança, poder judiciário e Ministério Público. Diante da necessidade de traçar uma linha de atuação conjunta, evitando a subnotificação dos casos de violação e, de modo a encontrar alternativas de atendimento às diversas demandas relacionadas a proteção social e familiar da pessoa idosa, o Protocolo de Enfrentamento da Violência ao Idoso - PEVI foi idealizado enquanto uma ação que visa contribuir com a atuação dos gestores e dos diversos profissionais executores de políticas públicas. Assim, formatou-se uma metodologia de abordagem e construção de um fluxo que viesse a direcionar as denúncias, que até então eram distribuídas indistintamente entre todas as instituições envolvidas, sem que um atendimento ou direcionamento prévio fosse designado, mediante as necessidades de cada situação. Com o PEVI, os municípios piloto adotaram uma metodologia de identificação e acompanhamento de casos, direcionando as demandas de forma organizada para a rede. O principal resultado do trabalho pode ser identificado com o acesso mais organizado aos serviços e políticas públicas e um atendimento mais qualificado ao idoso em situação de violência e a sua família. Desta forma, foram criados mecanismos de articulação entre as instituições municipais e os gestores, prevendo-se rotinas, atribuições e fluxos para o tratamento dos casos, tendo como resultado direto a criação de três núcleos em diferentes municípios.

Ficha técnica


Município: 
RECIFE

Instituição Responsável: 
MINISTERIO PUBLICO DE PERNAMBUCO

Parceiros: 
PREFEITURAS MUNICIPAIS

Coordenador da experiência: 
YÉLENA DE FATIMA MONTEIRO ARAÚJO

Email da coordenação: 

Telefone institucional: 
(081)31823360

Beneficiados: 
Pessoa idosa em situação de violência


Categoria da experiência: 
Prevenção de doenças e agravos em pessoas idosas (quedas, violência, suicídio, doenças crônicas não transmissíveis, uso abusivo de álcool, tabaco e outras drogas; acidentes de trânsito, saúde sexual e prevenção à ISTs/HIV-Aids e hepatites virais, etc.)

Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa/DAPES/SAS/MS
Telefone: (61) 3315-6226
idoso@saude.gov.br