Ano: 
2018
Categoria: 
Atendimento em grupo com pessoas idosas (grupos terapêuticos, grupos operativos, etc.)
Região da Prática: 
Nordeste
Município: 
Salgado de São Félix
Instituição Responsável: 
Secretaria Municipal de Saúde- NASF-AB
Parceiros: 
Prefeitura Municipal de Salgado de São Félix; Profissionais do NASF, Farmacêutica da Atenção Básica, Psiquiatra da Atenção Básica, Educador Físico, Artesã local e secretária municipal de saúde
Coordenação da experiência: 
Jámila Leal Tavares da Silva
Telefone institucional: 
(83) 9888-23641
Email da coordenação: 
mila-jam@hotmail.com
Qual a esfera da experiência?: 
Grupo B - Municípios
O que motivou a realização dessa experiência?: 
A iniciativa se deu devido o alto índice de usuários idosos fazendo uso de psicotrópicos sem uma patologia especifica, utilização para fins paliativos, por apresentarem problemas como ansiedade, insônia dentre outros problemas relacionados ao humor, solidão, dentre outros.
O que se esperava modificar ou realizar através da iniciativa?: 
Esperamos que com a utilização de práticas integrativas e oficinas como as de artesanato, biodança e práticas corporais o público idoso envolvido mude hábitos medicamentosos através da promoção e prevenção de agravos relacionados a saúde.
Descreva as metas para o desenvolvimento da experiência (de 1 a 4, no maximo): 
Elaborar uma proposta de intervenção para reduzir o uso abusivo de psicotrópicos entre usuários idosos das ESF do município.
Desenvolver ações de promoção e prevenção da Saúde com idosos em uso de psicofármacos.
Promover uma cultura à vida saudável, utilizando práticas integrativas.
Desenvolver estratégias que demonstrem ao público idoso que a substituição de hábitos medicamentosos pela utilização de práticas integrativas proporcionará efeitos satisfatórios.
Qual o perfil dos idosos envolvidos nessa experiência?: 
Idosos em uso de psicofármacos
De que forma a experiência foi divulgada ao público?: 
Divulgação através de convites entregues por ACS's, anuncio em rádio comunitária local e redes sociais.
Onde foi desenvolvida?: 
Desenvolvida na Academia da Saúde do município, atendendo idosos da área das ESF Centro I e Centro II.Idosos
Como os idosos foram selecionados para participar?: 
Levantamento feito através de relação enviada pelos PSF's
Quantos idosos pretendiam alcançar com essa experiência?: 
30
Quantos idosos participaram da experiência, por ano de atividade?: 
2018- 32 idosos
Ao final, ou até o momento, quantos idosos participaram da experiência?: 
32
Qual o principal motivo da saída dos idosos nas atividades da experência? Porque deixaram de participar?: 
Até o momento não tivemos desistência o grupo vem crescendo a cada encontro.
Descreva detalhadamente como eram as atividades realizadas: 
Terapia comunitária, com roda de dialogo com psicologa e assistente social; Aplicação de Reiki, de forma comunitária; Aplicação de terapia auricular, para o tratamento de dores, insônia, ansiedade, dentre outros; Atividades físicas conduzidas pelo educador físico; Oficina de artesanato, cada encontro uma arte diferente e atividades de complementação enviadas para ocupação em casa, preenchendo assim o tempo ocioso de cada idoso; Lanche da tarde; Encerramento com dança circular, biodança ou dança terapia; Festas regionais, datas comemorativas;
Descreva quais as dificuldades encontradas para realização das atividades.: 
A principio a aceitação por parte dos idosos foi difícil, por se tratar de idosos que preferiam se isolar e utilizar medicamentos para tratar problemas relacionados com o emocional.
Quais foram os resultados observados depois da implementação?: 
Os idosos que fazem parte do grupo já não utilizam medicação sem uma patologia especifica, trazem a cada encontro relatos do quanto evoluíram em seus quadros seja de ansiedade, insônia ou outros. E como os serviços de saúde do município visam proporcionar promoção e prevenção de agravos relacionados à saúde alcançamos então o que nos é determinado.
Descreva os resultados observados de acordo com as metas previstas: 
Conseguimos reduzir o uso abusivo de psicotrópicos entre usuários idosos das ESF Centro I e Centro II do município.
Desenvolvemos ações de promoção e prevenção da Saúde com idosos em uso de psicofármacos.
Pudemos promover uma cultura à vida saudável, utilizando práticas integrativas.
Estamos desenvolvendo estratégias que demonstrem ao público idoso que a substituição de hábitos medicamentosos pela utilização de práticas integrativas proporcionará efeitos satisfatórios.
Descreva em forma de indicadores quantitativos (números, proporções, taxas) os resultados alcançados pela experiência.: 
30 idosos atendidos por semana- 120 atendimentos mensais diminuição em 50% do uso de psicofármacos e de atualizações de receituários.
Existe equipe responsável pelo monitoramento/avaliação da experiência?: 
Sim
Com que frequência se reúne?: 
Mensalmente
Quais os pontos positivos da experiência?: 
São inúmeros os pontos positivos referentes a essa experiencia a começar pela evolução do público idoso, em diminuição auto-medicação;
Quais as limitações da experiência?: 
Práticas integrativas para atendimento em grupo.
2018
-
Nordeste
Grupo NASF/ Conviver na melhor idade

TÍTULO COMPLETO: Grupo NASF/ Conviver na melhor idade

INTRODUÇÃO

A iniciativa se deu devido ao alto índice de usuários idosos fazendo uso de psicotrópicos sem uma patologia especifica, utilização para fins paliativos, por apresentarem problemas como ansiedade, insônia dentre outros problemas relacionados ao humor, solidão, dentre outros.

OBJETIVOS

Esperamos que com a utilização de práticas integrativas e oficinas como as de artesanato, biodança e práticas corporais o público idoso envolvido mude hábitos medicamentosos através da promoção e prevenção de agravos relacionados a saúde.

METAS

  • Elaborar uma proposta de intervenção para reduzir o uso abusivo de psicotrópicos entre usuários idosos das ESF do município.
  • Desenvolver ações de promoção e prevenção da Saúde com idosos em uso de psicofármacos.
  • Promover uma cultura à vida saudável, utilizando práticas integrativas.
  • Desenvolver estratégias que demonstrem ao público idoso que a substituição de hábitos medicamentosos pela utilização de práticas integrativas proporcionará efeitos satisfatórios.

PÚBLICO-ALVO

Idosos em uso de psicofármacos.

NÚMERO DE PARTICIPANTES

32

DIVULGAÇÃO

Divulgação através de convites entregues por ACS's, anuncio em rádio comunitária local e redes sociais.

ATIVIDADES

Terapia comunitária, com roda de diálogo com psicóloga e assistente social; Aplicação de Reiki, de forma comunitária; Aplicação de terapia auricular, para o tratamento de dores, insônia, ansiedade, dentre outros; Atividades físicas conduzidas pelo educador físico; Oficina de artesanato, cada encontro uma arte diferente e atividades de complementação enviadas para ocupação em casa, preenchendo assim o tempo ocioso de cada idoso; Lanche da tarde; Encerramento com dança circular, biodança ou dança terapia; Festas regionais, datas comemorativas.

EQUIPE

01 Assistente Social/Coordenadora NASF (Terapia Comunitária, coordenação da experiência biodança)

01 Educador Físico (Práticas Corporais e do lazer)

01 Psicóloga/NASF (Reiki e Florais)

01 Fisioterapeuta (terapia auricular)

01 Artesã (arte-terapia)

EQUIPAMENTOS E RECURSOS FINANCEIROS

  • Espaço da Academia de saúde, disponibilizado pela secretaria municipal de saúde;
  • Aparelhos para práticas esportivas;
  • Materiais de terapia auricular (sementes de mostarda, kit de aplicação, etc) disponibilizados pela secretaria municipal de saúde;
  • Materiais para aplicação de Reiki (pedras, incenso e outros) disponibilizados pela secretaria municipal de saúde;
  • Materiais para arte-terapia (tintas, tecidos, linhas, lápis, cola, agulhas, dentre outros); disponibilizados pela secretaria municipal de saúde;
  • Materiais para dança-terapia (caixa de som, roupas especificas, dentre outros) disponibilizados pela secretaria municipal de saúde;
  • Jogos educativos para os idosos, disponibilizados pela secretaria municipal de saúde; Lanche disponibilizados pela secretaria municipal de saúde;
  • Transporte para conduzir os idosos, disponibilizado pela prefeitura.

RESULTADOS

Conseguimos reduzir o uso abusivo de psicotrópicos entre usuários idosos das ESF Centro I e Centro II do município; 30 idosos atendidos por semana- 120 atendimentos mensais diminuição em 50% do uso de psicofármacos e de atualizações de receituários.

Desenvolvemos ações de promoção e prevenção da Saúde com idosos em uso de psicofármacos.

Pudemos promover uma cultura à vida saudável, utilizando práticas integrativas.

Estamos desenvolvendo estratégias que demonstrem ao público idoso que a substituição de hábitos medicamentosos pela utilização de práticas integrativas proporcionará efeitos satisfatórios.

Ficha técnica

Município:
Salgado de São Félix
Instituição Responsável:
Secretaria Municipal de Saúde- NASF-AB
Coordenação da experiência:
Jámila Leal Tavares da Silva
Email da coordenação:
mila-jam@hotmail.com
Telefone institucional:
(83) 9888-23641
Categoria da experiência:
Atendimento em grupo com pessoas idosas (grupos terapêuticos, grupos operativos, etc.)
Parceiros:
Prefeitura Municipal de Salgado de São Félix; Profissionais do NASF, Farmacêutica da Atenção Básica, Psiquiatra da Atenção Básica, Educador Físico, Artesã local e secretária municipal de saúde

Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa/DAPES/SAS/MS
Telefone: (61) 3315-6226
idoso@saude.gov.br