2013
-
Sudeste
Mediando conflitos intrafamiliares
A potencialidade do profissional de saúde para a mediação de conflitos intrafamiliares: a experiência do Programa de Atenção Domiciliar ao Idoso da Gerencia de Programa de Saúde do Idoso

Mediar conflitos interfamiliares era uma difícil realidade para a equipe multidisciplinar do Programa de Atenção Domiciliar ao Idoso (PADI) da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro. Assim, em abril de 2012, a Gerência de Programas de Saúde do Idoso, em parceria com a Coordenação de Politicas de Intersetorialidade, iniciou oficinas para que os profissionais de psicologia e serviço social compreendessem melhor as relações intrafamiliares e pudessem identificar situações de violência praticadas contra idosos e mediar conflitos, estabelecendo respostas para prevenir e enfrentar o problema. O sucesso da iniciativa fez com que as oficinas fossem oferecidas, um ano depois, para todos os outros profissionais do PADI: médicos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, técnicos e auxiliares de enfermagem, assistentes sociais, fonoaudiólogos, motoristas e pessoal administrativo.

As oficinas são realizadas mensalmente, por assistentes sociais e psicólogos. Outras técnicas usadas nas oficinas estão voltadas para a mediação no campo judicial, sendo realizado um curso básico para os profissionais do PADI, na Escola Nacional de Mediação e Conciliação (ENAM). Outros parceiros externos também são convidados a participar das reuniões. Para o desdobramento dessas intervenções, foram elaborados projetos para o trabalho, como a realização de grupos de acolhimento, com temas específicos e conforme a demanda dos familiares, incluindo o cuidador. As oficinas têm demonstrado ser facilitadoras nas ações de intervenção dos profissionais do PADI, uma vez que, situações familiares conflituosas acabam interferindo negativamente na saúde do usuário atendido.

Ficha técnica


Município: 
Rio de Janeiro, RJ

Instituição Responsável: 
Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (Gerência de Programas de Saúde do Idoso)


Coordenador da experiência: 
Margareth Gloria Sgambato Ferreira

Email da coordenação: 

Telefone institucional: 
(21) 3971-1960

Beneficiados: 
100 profissionais de saúde


Categoria da experiência: 
Prevenção de doenças e agravos em pessoas idosas (quedas, violência, suicídio, doenças crônicas não transmissíveis, uso abusivo de álcool, tabaco e outras drogas; acidentes de trânsito, saúde sexual e prevenção à ISTs/HIV-Aids e hepatites virais, etc.)

Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa/DAPES/SAS/MS
Telefone: (61) 3315-6226
idoso@saude.gov.br