Ano: 
2018
Categoria: 
Promoção da saúde da pessoa idosa (práticas corporais e atividades físicas, alimentação e nutrição, experiências inovadoras de educação em saúde etc.)
Região da Prática: 
Norte
Município: 
OURÉM
Instituição Responsável: 
SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE
Coordenação da experiência: 
GISELLE CRISTINA SANTOS ROCHA
Telefone institucional: 
(91) 3467-1101
Email da coordenação: 
grnutricao@gmail.com
O que motivou a realização dessa experiência?: 
O comportamento sedentário e uma alimentação inadequada estão associados a índices alarmantes de Doenças Crônicas não transmissíveis. O presente projeto foi desenvolvido pelo Núcleo Ampliando de Saúde da família e Atenção Básica (NASF-AB), cuja linha principal de trabalho é a prevenção,através orientações multiprofissionais, interações entre as equipes e comunidades para o fortalecimento do SUS. O mesmo surgiu através de reuniões de territorialização com as estratégias, onde observou-se o aumento da demanda com sequelas de acidente vascular cerebral na Clínica Municipal de Fisioterapia do Município de Ourém-pa, incidência de infarto agudo do miocárdio e aumento de tratamento fora do domicílio para tratamento de hemodiálise em idosos.
O que se esperava modificar ou realizar através da iniciativa?: 
Melhorar qualidade vida de idosos, conscientizando sobre mudanças de hábitos,que refletirão no estado de saúde e bem estar geral - Controlar níveis pressóricos e glicêmicos - Redução ponderal e perimetria - Interação no processo de trabalho das Equipes e população idosa - Melhorar da aptidão física - reduzir a incidência de Acidente vascular cerebral, infarto agudo de miocárdio e
Descreva as metas para o desenvolvimento da experiência (de 1 a 4, no maximo): 
Expansão do projeto em todas as estratégias saúde da família
Redução de Doenças Cronicas Não Transmissíveis( DCNT)
Aumento de práticas de atividade física funcionais, onde as práticas sejam estendidas para o dia -dia
Qual o perfil dos idosos envolvidos nessa experiência?: 
70% de nossos idosos são do público feminino e 20% masculino, na faixa etária de 60 a 80 anos, a maioria são hipertensos e diabéticos, são independentes
De que forma a experiência foi divulgada ao público?: 
O Projeto Viva Mais, foi divulgado através dos Agentes Comunitários de Saúde, na Câmara Municipal de Ourém, fomos escolhidos no estado do Pará entre as 10 experência exitosas pelo SUS, para defendermos no CONASEMS em julho de 2018.
Onde foi desenvolvida?: 
O projeto iniciou em 4 Estratégias Saúde da Família e após um ano e 9 meses chegou a seis estratégias, iniciou nas estratégias, hoje está na praça matriz do município de Ourém-PA, em centros comunitários, comunidade quilombola, serviu como piloto para outro município vizinho.
Como os idosos foram selecionados para participar?: 
A triagem foi realizada pelas equipes das estratégias Idosos que estavam faltosos em suas consultas, idosos saudáveis, sobrepeso, diabéticos e hipertensos, en
Quantos idosos pretendiam alcançar com essa experiência?: 
600
Quantos idosos participaram da experiência, por ano de atividade?: 
no final de 2016 e início 2017 iniciamos o Projeto com aproximadamente 500 idosos, em 2018 iniciamos com 400
Ao final, ou até o momento, quantos idosos participaram da experiência?: 
400
Qual o principal motivo da saída dos idosos nas atividades da experência? Porque deixaram de participar?: 
Alguns idosos por morarem sozinhos, em regiões de agricultura Familiar, outros por terem mudado do município de Ourém, outros referiram também na busca ativa, terem adoecido de outros problemas de saúde
Descreva detalhadamente como eram as atividades realizadas: 
No Centro da Cidade e Comunidade Quilombola o projeto acontece 1x na semana e nas demais comunidades a cada 15 dias, são realizadas: - horário de inicio do projeto sede: 06:00 e comunidades: 07:00-07:30 -Aferição de Pa antes da atividade física, aferição de glicemia a cada 1x no Mês; Orientações Nutricionais sobre práticas de alimentação saudável; Oferta de sucos detox; Orientações sobre a importância da adesão da prática de exercícios funcionais, no controle e benefício. - Grupo de Encontros terapêuticos-GET
Descreva quais as dificuldades encontradas para realização das atividades.: 
A falta de material como fitas e lancetas, demora na reposição ou conserto de um aparelho quando quebra.
Quais foram os resultados observados depois da implementação?: 
- Equilíbrio dos níveis pressóricos e glicemia em cerca de 62% - Redução ponderal em 40% - Redução de perimetria em 40% - Relatos de redução de ansiedade e estresse em 70% - Relatos de melhoria da qualidade do sono 70%
Descreva os resultados observados de acordo com as metas previstas: 
Equilibrio dos Niveis Pressoricos e Glicemia
Redução ponderal e perimetria
Redução de medicamentos
Descreva em forma de indicadores quantitativos (números, proporções, taxas) os resultados alcançados pela experiência.: 
400 idosos atendidos Grupos de Encontros Terapêuticos: atendidos 400 Redução
Existe equipe responsável pelo monitoramento/avaliação da experiência?: 
Sim
Com que frequência se reúne?: 
Duas no mês
Quais os pontos positivos da experiência?: 
O projeto foi além das expectativas, porque muitos idosos não saiam de casa, entendemos que o ser humano segundo a OMS, ele precisa ser uma tríade em saúde Biopsicossocial, aumentou o convívio social, haviam idosos que dormiam somente com ajuda de medicamentos e e passaram não utilizá-los
Quais as limitações da experiência?: 
A reposição de material para desenvolver as ações
2018
-
Norte
Viva Mais: exercícios físicos e orientações nutricionais com princípios funcionais

TÍTULO COMPLETO: Viva Mais: Práticas de exercícios físicos e orientações nutricionais com princípios funcionais para a melhoria de qualidade de vida no município de |Ourém-PA

INTRODUÇÃO

O comportamento sedentário e uma alimentação inadequada estão associados a índices alarmantes de Doenças Crônicas não transmissíveis. O presente projeto foi desenvolvido pelo Núcleo Ampliando de Saúde da família e Atenção Básica (NASF-AB), cuja linha principal de trabalho é a prevenção,através orientações multiprofissionais, interações entre as equipes e comunidades para o fortalecimento do SUS. O mesmo surgiu através de reuniões de territorialização com as estratégias, onde observou-se o aumento da demanda com sequelas de acidente vascular cerebral na Clínica Municipal de Fisioterapia do Município de Ourém-pa, incidência de infarto agudo do miocárdio e aumento de tratamento fora do domicílio para tratamento de hemodiálise em idosos.

OBJETIVOS

  • Melhorar qualidade vida de idosos, conscientizando sobre mudanças de hábitos, que refletirão no estado de saúde e bem estar geral;
  • Controlar níveis pressóricos e glicêmicos;
  • Redução ponderal e perimetria;
  • Interação no processo de trabalho das Equipes e população idosa;
  • Melhorar da aptidão física;
  • Reduzir a incidência de Acidente vascular cerebral, infarto agudo de miocárdio.

METAS

  • Expansão do projeto em todas as estratégias saúde da família;
  • Redução de Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT);
  • Aumento de práticas de atividade física funcionais, onde as práticas sejam estendidas para o dia-dia.

PÚBLICO-ALVO

70% de nossos idosos são do público feminino e 20% masculino, na faixa etária de 60 a 80 anos, a maioria são hipertensos e diabéticos, são independentes

NÚMERO DE PARTICIPANTES

600

DIVULGAÇÃO

O Projeto Viva Mais, foi divulgado através dos Agentes Comunitários de Saúde.

ATIVIDADES

No Centro da Cidade e Comunidade Quilombola o projeto acontece 1x na semana e nas demais comunidades a cada 15 dias, são realizadas:

-  Horário de início do projeto: 06:00 (sede) e 07:00-07:30 (comunidades);

- Aferição de Pa antes da atividade física, aferição de glicemia a cada 1x no Mês; Orientações Nutricionais sobre práticas de alimentação saudável; Oferta de sucos detox; Orientações sobre a importância da adesão da prática de exercícios funcionais, no controle e benefício;

-  Grupo de Encontros terapêuticos-GET.

EQUIPE

Equipe do Nasf:

01 Educador Físico

01 Fisioterapeuta

02 Nutricionista

01 Psicóloga

EQUIPAMENTOS E RECURSOS FINANCEIROS

  • 01 Caixa Amplificada
  • 01 Microfone
  • 02 Aparelho de Pa
  • 02 Glicosímetro
  • 400 und./mês Lancetas
  • 08 cx/mês Fitas para Leitura da Glicose
  • 25 Bambolês
  • 25 Esterias
  • 25Extensor
  • 25 Bolas
  • 2 /mês Resma de papel A4
  • 01 Data Show
  • 01 Impressora
  • 01 Computador:
  • 14 pctes/mês Copos Descartáveis
  • 400 und/mês Colher descartável

Alimentação:

  • 18 pctes/mês Leite em pó
  • 07 Adoçante
  • 26 cx/mês Aveia em Flocos Finos/Grossos
  • 20 kh/mês Polpa de fruta:

Pagos com Recurso Federal do Nasf. Custo estimado: R$ 2.000,00

RESULTADOS

Equilíbrio dos níveis pressóricos e glicemia em cerca de 62%. Redução ponderal em 40%. Redução de perimetria em 40%. Relatos de redução de ansiedade e estresse em 70%. Relatos de melhoria da qualidade do sono 70%. Redução de medicamentos.

Ficha técnica

Município:
OURÉM
Instituição Responsável:
SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE
Coordenação da experiência:
GISELLE CRISTINA SANTOS ROCHA
Email da coordenação:
grnutricao@gmail.com
Telefone institucional:
(91) 3467-1101
Categoria da experiência:
Promoção da saúde da pessoa idosa (práticas corporais e atividades físicas, alimentação e nutrição, experiências inovadoras de educação em saúde etc.)
Parceiros:

Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa/DAPES/SAS/MS
Telefone: (61) 3315-6226
idoso@saude.gov.br